CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS ATACADO E VAREJO DO BRASIL

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Ponta de estoque: qual é a melhor maneira de lidar com as mercadorias?



By  | 28 de maio de 2014


Mercadorias com descontos que chegam (ou ultrapassam) 50%: para os clientes, é quase impossível resistir às tentações das pontas de estoque, que são o resto dos itens que não foram vendidos ou o que sobrou de um estoque.Os olhos dos consumidores, de fato, chegam a brilhar ao avistar uma faixa com esses dizeres. Boa oportunidade para uns, dor de cabeça para outros (proprietários das lojas). Isso porque para eles o resto das mercadorias que não foram vendidas significa mercadoria encalhada e, em outras palavras, prejuízo. O que fazer com os produtos que sobraram no estoque e estão lá consumindo espaço e se transformando dia após dia em dinheiro parado? Nada de desespero nessa hora. Algumas dicas podem salvar a situação e transformar o inconveniente em retorno ao gestor, mesmo não chegando a 100% do valor que inicialmente foi investido.

A importância de um bom gerenciamento do estoque

O gestor precisa manter um planejamento anual rigoroso de compra de mercadorias e ir acompanhando as vendas dia a dia. É fundamental que o estoque seja gerenciado minuciosamente para evitar o encalhe dos produtos, atuando de forma preventiva. Tenha em mente que liquidações e queimas de estoque são ações corretivas!

Aproveite as datas comemorativas

Em geral, as pontas de estoque são feitas após trocas de estação ou datas comemorativas. Entretanto, os descontos devem ser realmente competitivos para se diferenciarem da coleção atual ou da leva de novos produtos. Coloque uma data fixa de início e término das vendas de produtos em ponta de estoque.

Exponha os produtos adequadamente

Melhorar a exposição dos produtos ajuda o cliente na hora das compras. Deve-se abrir espaço para as novas mercadorias e deixá-las em destaque. Separe o que é novidade das promoções ou pontas de estoque, que devem estar nos fundos da loja, preferencialmente.

Negocie seu estoque

Se mesmo depois de tentar várias ações para recuperar as vendas perdidas alguns produtos continuarem encalhados, é necessário se livrar deles, já que o estoque precisa ter espaço para as mercadorias novas. Tente viabilizar devoluções com os fornecedores ou mesmo trocas, mesmo que haja certa diferença no preço na negociação. Há outlets especializados em comprar mercadorias encalhadas para vender a preços bem mais baixos. Outra alternativa é fazer uma pequena seção na loja com esse nome, sempre nos fundos, como citamos, para não tirar a atenção do cliente nos produtos atuais. Se mesmo após essas tentativas ainda tiver sobras, uma alternativa é doá-las para entidades beneficentes. Produtos velhos ou datados tendem a desgastar a imagem de uma loja.

Estabeleça relacionamento

Aproveite toda e qualquer compra para fazer o cadastro do cliente com o objetivo de fidelização e envio de novidades e promoções da loja no futuro.

Ponta de estoque na medida certa

Cuidado com o excesso de promoções para não cansar o cliente. Ponta de estoque deve ser a exceção, não a regra.
Se não dá para lucrar com as pontas de estoque, é possível reverter o que seria um possível prejuízo. Por isso, o estoque deve ser gerenciado com precisão no dia a dia de uma loja. É importante ressaltar que produtos adquiridos em ponta de estoque dão direito à troca como qualquer outra mercadoria, segundo o Código de Defesa do Consumidor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.