CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS ATACADO E VAREJO DO BRASIL

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Artigo de Dimenstein causa polêmica na internet; jornalista é chamado de "xenófobo"



Redação Portal IMPRENSA 12/12/2012 09:30

Na última segunda-feira (10/12), em um artigo publicado na Folha de São Paulo o jornalista Gilberto Dimenstein gerou polêmica ao questionar a decisão do novo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), de indicar o baiano Juca Ferreira para o comando da Secretaria de Cultura da cidade, e discutir a origem do indicado.

Leia também
Segundo o próprio Dimesntein, na terça (11/12), o deputado federal Jean Willys (PSOL-RJ) ajudou a movimentar ataques contra ele nas redes sociais. "Fui acusado de xenófobo", escreveu na coluna desta quarta (12/12).

"Só posso atribuir a incompreensão sobre a coluna a dois fenômenos que se reforçam nas redes: a dificuldade de interpretação de texto, derivada de carências do ensino básico, combinada com a leitura apressada. Muitos leram apenas o título provocativo para levantar o debate e se deram por satisfeitos", continuou o texto.

Dimenstein afirmou ainda que basta ler a coluna para ver que ele defende exatamente o contrário "do que gente como o deputado diz que eu defendo".

"O que fiz foi expor e criticar o incômodo que brotou em parte do meio cultural paulistano pelo fato de Fernando Haddad convidar alguém de fora. E aí comentei que ser de fora pode ser até bom para a cidade. E, no caso de Juca, ainda coloquei que, por ser baiano, ele traz uma visão cultural que, talvez, possa ajudar São Paulo. E por vir de outra cidade talvez não fique refém das panelinhas culturais locais", explicou em outro trecho.

A acusação
“A palavra ‘baiano’ não foi parar no título por acaso. A língua não é neutra (o jornalismo menos); e eu acredito que Dimenstein sabe disso. (...) Ele sabe o quanto a palavra ‘baiano’, em São Paulo (e para elite paulistana), está carregada de sentido negativo”, afirmou Willys.

A deputada federal Alice Portugal (PCdoB-Ba) lamentou a publicação do artigo e concordou que foi mais uma ação discriminatória dos paulistanos. “Compreendo que essa é mais uma atitude antinordestina, sem se olhar para o valor do indicado. Juca e Haddad foram grandes ministros juntos e trouxeram avanços para o Brasil. Parabenizo o prefeito eleito pela escolha”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.