CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS ATACADO E VAREJO DO BRASIL

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Empreendedores com mais de 50 anos ganham espaço nos EUA


Shutterstock
Quando se fala em startups, a primeira imagem que vem à cabeça de muitos é a de jovens como Mark Zuckerberg, criador do Facebook.
Mas, ao final de uma década em que tanto se incensaram as empresas detecnologia criadas por rapazes do Vale do Silício (EUA), dados surpreendentes foram divulgados por Vivek Wadhwa, diretor de pesquisa do Centro para Empreendedorismo e Comercialização de Pesquisas da Universidade Duke (EUA).
Em 2008, o número de novos empreendedores com mais de 50 anos equivalia ao dobro do registrado entre as pessoas com menos de 25 anos. E o maior crescimento na taxa de empreendedorismo ocorreu na faixa etária de 55 a 64 anos – a idade média dos empresários de primeira viagem era de 40 anos.
Essa tendência se repetiu em 2009 e tem tudo para seguir forte em 2012, revelou Wadhwa em um artigo publicado na página de pequenos negócios do site The Huffington Post.
“A idade dos empreendedores está aumentando. O estudo causou controvérsia porque contraria a percepção de que só os jovens podem inovar e que qualquer garoto pode criar um Facebook, mas nós achamos que não é o caso”, afirma Wadhwa.
Ele usa o caso de Steve Jobs para ilustrar seu ponto de vista, já que o ícone da Apple só desenvolveu o  iPod, o iPhone e o iPad após os 45 anos. “Quando ele era jovem, foi demitido da Apple.”
Ele acrescenta que, quando as pessoas chegam à meia idade, acumulam três trunfos: experiência profissional, conhecimento e um bom dinheiro poupado.
“Muitos têm desejo de criar e fazer algo grandioso antes de se aposentar. Sua preocupação é que, se não começarem algo em breve, vão ser deixados de lado, por isso decidem arriscar”, afirma.
Steve Strauss, autor de “The Small Business Bible” (sem tradução para o português), concorda com essa constatação. Para ele, a inovação não depende da idade, e sim de o empreendedor ter uma mente jovem.
“A mentalidade da geração dos ‘baby boomers’ [pessoas nascidas entre 1946 e 1964] é justamente pensar fora da caixa”, afirma. “As pessoas vivem mais e com boa saúde, por isso estão mudando a forma de encarar uma aposentadoria.”
Ambos concordam que um dos gatilhos para esse crescente interesse dos “baby boomers” pelo empreendedorismo é a crise econômica pela qual os Estados Unidos passam desde 2008.
O cenário de recessão fez muitos dos profissionais mais velhos perderem não só seus empregos como a perspectiva de obter uma boa posição em outra empresa, devido a seus altos salários.
Por aqui, acontece o movimento contrário. A partir de 2008, o número de empresários que têm de 18 a 24 anos começou a ganhar importância, e em 2010, a taxa de crescimento deles superou a dos que têm mais de 35 anos, apontou uma pesquisa do Global Entrepreneurship Monitor (GEM).
O maior índice de empreendedorismo no Brasil ainda está na faixa de 25 a 34 anos – 22% dos brasileiros dessa idade tinham um negócio em 2010, e 60% têm menos de 35 anos.
E você, acha que é melhor abrir um negócio quando jovem ou aproveitar a experiência da maturidade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.