CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS ATACADO E VAREJO DO BRASIL

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Mesmo com pouco crescimento, temporada de cruzeiros está a todo vapor


SILVIO CIOFFI
EDITOR DE TURISMO
Depois de anos de aumento significativo no número de passageiros, a temporada de cruzeiros, a todo vapor desde outubro passado e em voga até maio deste ano, tem crescimento discreto.

No momento, 17 embarcações exploram a costa brasileira para realizar, só nos meses de janeiro e fevereiro, 191 roteiros diferentes.
A Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Abremar) estima que até maio, quando os navios estarão deixando o país, 900 mil pessoas terão viajado num dos navios trazidos por empresas como Royal Caribbean, Costa Cruzeiros, MSC Cruzeiros, Ibero e Pullmantur.
Ao todo, a temporada 2011/2012 prevê a realização de 386 cruzeiros e minicruzeiros e, mesmo com três navios a menos que na temporada anterior, quando 20 embarcações singraram a costa brasileira, o total de leitos oferecidos cresceu 1,6%.
Em temporadas passadas, o setor cresceu em média 22% ao ano, isso nos últimos cinco anos, segundo dados da Abremar.
Mesmo assim, segundo a Cruise Lines International Association, organização internacional que acompanha números do segmento, o Brasil se tornou o quinto maior mercado mundial de cruzeiros marítimos -atrás dos EUA, da Inglaterra, da Alemanha e da Itália.
Dados mostram que os brasileiros descobriram as viagens de navio e que é grande, em torno de 38%, o número de cruzeiristas que, ancorados numa boa experiência anterior, investem noutra temporada "al mare".
Os roteiros são variados e, em geral, duram uma semana. Mas há também minicruzeiros de três ou de cinco noites, e ainda viagens que se estendem por nove noites, por exemplo.
Além de destinos brasileiros, como Santos, Ilhabela, Paraty, Rio, Búzios, Salvador, Recife, Porto Belo, Natal e até Fernando de Noronha, há também viagens que aportam no balneário de Punta del Este e/ou em Montevidéu, no Uruguai, ou ainda em Buenos Aires, a capital argentina.
Quando se coloca na ponta do lápis o quanto custa uma refeição em restaurante e qual é o preço da diária em um hotel, chega-se à conclusão de que essas viagens são econômicas. Além disso, é possível parcelar o cruzeiro no ato da compra e, também, as despesas com bebidas, passeios e compras efetuadas a bordo no cartão de crédito.
Silvio Cioffi - dez.11/Folhapress
Navio Splendour of the Seas, em trajeto que vai de Salvador a Santos
Navio Splendour of the Seas, em trajeto que vai de Salvador a Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.