CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS ATACADO E VAREJO DO BRASIL

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

CARACTERÍSTICAS DO MERCADO IMOBILIÁRIO AUSTRALIANO


É dito que o maior negócio que um Australiano fará na vida será a compra da casa própria ou de uma Propriedade na Austrália. Em primeiro lugar, deve-se ter em conta que o mercado de imóveis residenciais é completamente diferente do Brasil ou de Portugal. A começar que aqui o Governo Federal só intervém no mercado quando ameaçado por algum impacto econômico internacional, ou em caso de segurança nacional. No mais, o governo fica na arquibancada, supervisionando um mercado 100% livre sem se meter em financiar a casa própria. Essa tarefa cabe aos bancos privados, e não é atributo do governo.
A maioria dos Australianos à partir dos 16 anos já está com uma perna fora de casa, ou está pretendendo sair em breve para morar sozinho ou com um bando de amigos. Alugam um apartamento ou casa de 3 quartos, e cada qual fica com um quarto. Nesse período, esse jovem irá mudar de casa, de bairro, e até mesmo de cidade diversas vezes, de acordo com o que está ganhando, seja do governo, como auxilio estudo, desemprego, etc.. seja do trabalho que conseguiu. Muitos deles, irão começar a juntar dinheiro para comprar um carro e tão logo possível, comprar o próprio imóvel.
Comprar um imóvel na Austrália é a coisa mais fácil do mundo, desde que a pessoa possua um valor correspondente a 10% do valor do imóvel, um emprego mais ou menos estável, e que seja suficiente para pagar o financiamento. Existem muitos casos, em que dois ou mais amigos compram um imóvel em parceria para obter ganhos no curto prazo, em seguida vendê-lo, e dividir o dinheiro, podendo assim dar a entrada em outros imóveis individualmente. É a melhor e mais segura forma de poupança na Austrália.
Esses financiamentos são conhecidos como Mortgage, e são efetuados diretamente para o público por 10 entre 10 bancos Australianos. Qualquer um, desde que tenha juntado uma pequena parcela, e tenha um emprego medíocre, já pode comprar uma casa. O sistema financia o imóvel em até 30 anos, com prestações que na maioria das vezes são menores que um aluguel normal. Os juros cobrados no momento, estão em torno de 4% ao ano, ou seja, é "mamão com açúcar" para qualquer um. Essa taxa de juros, é periodicamente ajustada pelos bancos de acordo com o mercado. Cada banco tem a liberdade de cobrar os juros que quiser. Se adotar juros muito altos, perdem clientes, se adotarem juros muito baixo, perdem dinheiro. É briga de foice entre os Bancos. Também de acordo com a sua possibilidade financeira, você poderá refinanciar parte da dívida, ou pagar prestações mais altas para que você fique cada vez devendo menos, por menos tempo. Ano a ano, o seu imóvel estará valorizando, algo entre 5% e 10% ao ano, dependendo da localização, e do crescimento populacional da região. Se o crescimento da região for negativo, causado por exemplo pelo fechamento de uma grande fábrica, nesse caso poderás amargar um prejuízo. Por isso, corretores de imóveis na Austráliasão como Deuses do Olimpo, capazes de prever catástrofes e bonanças na sua conta bancária para o seu futuro.
Para se ter idéia do tamanho e importância desse mercado, uma pessoa que iniciou a compra de um imóvel aos 23 anos, ao completar 35 anos terá aproximadamente quitado metade da dívida, e aos 40 anos praticamente a dívida inteira, desde que tenha colocado um pouquinho mais de dinheiro do que o solicitado pelos bancos. Para casos em que mais de uma pessoa trabalhe, fica mais fácil ainda, pois são 2 salários turbinando a Mortgage. O resultado é que quitando o imóvel mais cedo, você poderá oferecê-lo como garantia para um novo empréstimo, e comprar um segundo imóvel, e assim sucessivamente. Ao alugar o segundo imovel, você receberá mais do que o valor da prestação devida, ou seja, você não somente passa a ganhar um dinheiro extra, como tem um segundo imóvel se pagando, e valorizando com o tempo. Se assim for feito, provavelmente você chegará aos 55 anos de idade com cerca de 600 mil dólares Australianos de patrimônio, livre de dívidas e impostos, com um dos imóveis alugados complementando a sua aposentadoria. O que também tem um grande atrativo para a compra, é que o governo dá o pontapé inicial para o seu primeiro imóvel no valor de A$ 15.000 (para custear as despesas advocatícias e de cartório referentes a papelada legal). Com isso, o governo não somente efetua o seu papel social, quanto ao mesmo tempo incentiva a indústria da construção civil, e a mantém aquecida, gerando empregos no setor. Dois coelhos com uma só cajadada, ou melhor dizendo, inteligência e praticidade.
As consequências dessa política da habitação na Austrália é algo impressionante. É assunto obrigatório em todas as rodas e classes sociais, até mesmo num churrasco, o Australiano não deixa de perguntar para o outro como vai seu investimento em sua casa. Bate de longe as aplicações financeiras e bolsa de valores, não em remuneração, mas em número de investidores. Por isso, não existem crises de aluguéis ou habitação na Austrália, pois quando uma região se valoriza acima do previsto, você vende a sua casa com lucro, e recompra outra mais barata em um bairro vizinho, que com o tempo também irá valorizar.
A Austrália tem milhares de agências de compra e venda de imóveis, aqui chamadas de Real Estate ( quer dizer imóvel em Inglês), presentes literalmente em cada bairro, e em todas as cidades ou vilarejos. Esta indústria é a que mais emprega incluindo profissionais como: Administradores de Aluguéis, Corretores, Telefonistas, Leiloeiros, Avaliadores, Eletricistas, Pedreiros, Encanadores, Pintores, Jardineiros, Construtores, Decoradores, Bancos, Exterminadores de Cupins, Vidraceiros, Moveleiros, e por aí vai... Isso sem falar que em cada compra ou venda de um imóvel implica no envolvimento de vários outros setores, como os Jornais com cadernos recheados de fotos maravilhosas dos imóveis oferecidos, Advogados, Seguradoras, Bancos, Prefeituras, Pessoal de Marketing, e todo um contingente de pessoas necessárias para tocar essa indústria gigantesca que sem dúvida nenhuma, é a número 1 de toda a Austrália.
Em relação aos aluguéis, aqui na Austrália você pode tirar um inquilino do seu imóvel na hora que bem entender, seja para você morar, ou simplesmente alugar por muito mais caro do que estava alugando antes. Tudo é na base de contrato, com leis básicas para disciplinar o setor. O governo também não se mete a não ser pelo seguro social que paga ajuda de aluguel para os desempregados e desabilitados além do seguro desemprego. Os contratos dentre outras coisas, falam das punições e custos que você terá, se não vagar o imóvel no último dia do contrato, que pode ser feito por 1 mês, 1 ano ou 10, dependendo da vontade do proprietário. Isso acarreta uma rotatividade imensa nos imóveis, e nas vizinhanças, que mais parece aquela brincadeira da dança das cadeiras. As pessoas se mudam de bairro, e compram e vendem casas, com a mesma facilidade e desprendimento com que mudam de roupa. Os Australianos não são apegados a um bairro ou região, pois a Austrália tem o mesmo padrão de vida em qualquer parte, além do que, o que interessa no final contas, é o local onde o emprego está sendo oferecido.
Fonte: www.portaloceania.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.