CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA Á MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS ATACADO E VAREJO DO BRASIL

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Potencial bilionário dos idosos começa a ser descoberto pelo empresariado



Por Michel Tuma Ness

Despercebido por boa parte do comércio e da indústria, um contingente de 21,7 milhões de consumidores – população maior que a da Austrália, começa a ser descoberto pelo empresariado. Com um potencial de consumo bilionário, os brasileiros da terceira idade, antes relegados ao esquecimento da velhice, estão cada vez mais ativos. Mais que isso: estão comprando muito. Com dinheiro no bolso e tempo livre, os mais vividos estão indo mais aos shoppings, academias de musculação e se dedicando mais ao Turismo. De acordo com pesquisas, a terceira idade no Brasil tem dinheiro. Dos mais de 21 milhões de idosos, um contingente de 43% é considerado de classe alta, com renda mensal superior a dez salários mínimos. A expansão do orçamento dos idosos, aliada a qualidade de vida cada vez mais presente, mostra a importância desse público no mercado de consumo.
Os brasileiros estão vivendo mais e impondo novos desafios à sociedade que precisa se adaptar a essa realidade. Em 2008, a média de vida no Brasil era de 72,8 anos. Uma expressiva fatia de 71% dos idosos consegue ter independência financeira. Eles são responsáveis por uma renda anual de R$ 243 bilhões, um poder de compra nada desprezível.
A maior parte da renda percebida pelos idosos, em torno de 49%, é originária de ganhos da Previdência. Em seguida, 39% dos rendimentos são provenientes de trabalho. Receitas advindas de aluguéis representam 7% da renda anual declarada. Do total de idosos conhecidos no Brasil, 55% são mulheres, que apresentam uma expectativa de vida superior aos homens.
Eles estão com mais dinheiro
Os consumidores mais velhos também estão com mais dinheiro. Em 2006, o rendimento desse grupo era de R$ 16 milhões ao ano e deve chegar a R$ 25 bilhões até 2020, um crescimento de 56%. A faixa etária representa 43% da classe de renda mais alta (acima de dez salários mínimos) e indica que a tendência é que o país envelheça melhor. Em 2005, apenas 17% dos brasileiros tinham mais de 50 anos e a expectativa é que o número chegue a 29% até 2025.
Eles compram muito
Segundo estimativa do Instituto Alemão GfK, eles movimentam R$ 14 bilhões ao ano, o que equivale a 17% do poder de compra no Brasil.
Ao se tornarem consumidores importantes, esse grupo passou a deixar de lado os bailes da saudade e o estigma segundo o qual lugar de idoso é na cama. Os entrevistados na pesquisa realizada pelo instituto declararam raramente ter ido a “um bailinho para a melhor idade” ou mesmo nunca ter participado de algum. O que eles querem é comprar e se divertir com pessoas de todas as idades e, principalmente, viver com qualidade de vida.
“Esse é um público que está vivendo mais e com dinheiro no bolso. A expectativa de vida está em torno de 82 anos. Estão bem informados e com bastante acesso à tecnologia”.
Turismo em alta
Segundo o Ministério do Turismo, nos últimos três anos 500 mil pessoas com mais de 60 anos compraram pacotes pelo programa Viaja Mais Melhor Idade. Hoje, a CVC conta com 750 mil clientes com mais de 50 anos. A expectativa é que em 2013 esse número cheque a 1,4 milhão. Somente em 2009, a operadora embarcou mais de 91 passageiros acima dos 60 anos, em viagens nacionais e internacionais, respondendo por aproximadamente 20% das vendas totais.
A expansão do orçamento dos idosos, aliada à qualidade de vida cada vez mais presente, mostra a importância desse público no mercado do Turismo.
O Brasil tem mudado.
Quanto mais dinheiro, mais brasileiros chegarão à terceira idade com poder de compra.
Projetos baseados na inclusão
Pensando na inclusão dos idosos, fabricantes de equipamentos de telecomunicação vêm lançando produtos especialmente desenvolvidos para a terceira idade, com teclas grandes e bem iluminadas, funções simplificadas com fácil acesso ao rádio FM, bateria com duração de até dez dias e lanterna LED. Alguns modelos oferecem inclusive, botões acoplados para serem utilizados em caso de emergência.
Beleza na terceira idade
Essa população compra maquiagens, roupas e calçados, acessórios e alimentação, dentro e fora do lar.
A área de cosméticos voltada para a terceira idade tem atendido aos desejos e às necessidades destes consumidores. Na maioria das vezes, os produtos focam pessoas com pele madura, oferecendo soluções para quem busca qualidade e saúde para a pele e os cabelos.
Viva a Terceira Idade!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.